Hermenegildo Neto

E agora José?

Textos

Quem Ama Tem Sede

Quem ama tem sede
Quem chora sente saudades
Eu canto poesia, vedes?
Para que haja liberdade.

Minha carne, deseja-vos, Incessantemente
Meu corpo anseia
Eu te escrevo versos, certamente
Ante sua ausência, que me peia.

Quero é despertar ao vosso lado
Essa paz absoluta que vós provedes
Sanar meus desejos compilados
Pois quem ama, tem sede.
Hermenegildo
Enviado por Hermenegildo em 20/03/2021
Alterado em 20/03/2021


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras