Hermenegildo Neto

E agora José?

Textos

O Equilibrista

A vida é uma corda bamba
Eu sou um equilibrista
Tudo o que eu tenho que fazer é caminhar
Mesmo que às vezes desejo cair.

- Por que me olhas docemente, tristeza?

Os ventos que sopram não me embaraçam
Minha fé é meu controle,
Mesmo que descrente seja minha feição.

Eu caminho porque o amor existe
E canto para que não haja solidão
Pois tudo que é só, é triste.
Eu me visto de branco, porque a paz é muda.
Não há palavras quando se é feliz.
Ergo-me os braços pelo equilíbrio
Do amor frente à razão.





 https://youtu.be/RjeY5AjZK-E
Hermenegildo
Enviado por Hermenegildo em 18/03/2021
Alterado em 19/03/2021
Áudios Relacionados:
O EQUILIBRISTA - roselves Alves


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras