Hermenegildo Neto

E agora José?

Textos

Eu bebo VIII
Eu bebo
Pois só valseio grogue
Não há ópera sã
A lucidez que me rogue
Enquanto corrupio Tchaikovsky louçã.
Hermenegildo
Enviado por Hermenegildo em 03/01/2021
Alterado em 03/01/2021


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras