Hermenegildo Neto

E agora José?

Textos

Valsa
A vida é uma valsa
Eu sou uma flor.

Rosas perfumadas à mulher amada
Valseia meu amor.

Eu não sei amar,
Sou Poeta!

Valsa-se vida
Corrupeia estonteante
Que tuas véstias viram-te flores que desabrocham

Como eu,
Que já tive meus dias de glória
Hoje só uma flor murcha.

Eu não sei valsar,
Sou Poeta!



                https://youtu.be/pw9uKq_7SBQ
Hermenegildo
Enviado por Hermenegildo em 29/07/2020


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras