Hermenegildo Neto

E agora José?

Textos

Novela
Ela morreu
As vezes me agrada a forma de falar das pessoas
Umas são meigas
Outras engraçadas
Todas elas tem algo original
Como a irmã da minha madrinha
Que sua mãe perguntou se ela tava dormindo
-se eu tivesse dormindo não tava conversando, né mãe.
E paro pra pensar
-cara!!!  Ela morreu…
As pessoas me cativam
As observo muito por um bom tempo
E tem aquele senhor que contou aquele causo tão engraçado
E
-bicho!!! Ele morreu…
Tem aquelas pessoas do passado
Vizinhos, amigos, conhecidos
Que marcaram nossa infância
E
-espera aí!!! Ele morreu…
Eu ligo a internet é aquele vídeo engraçado
Da pinguça do Paraná
-mano!!! Ela morreu…
O mundo vai montando seu quebra-cabeça
E essas pessoas maravilhosas que marcam
Deix o mundo mais felizes
Vão indo
Deixando-o incompleto.
-você tem reparado que o mundo perdeu a graça?
Que a sua geração e quem fez parte dela está indo?
Que você está apertado, no seu quadrado?
E seu quadrado encolhendo, diminuindo
O mundo sem lugar pra você ?
As pessoas de fora e de dentro que te construíram
Estão indo
Um por um
Pouco a pouco
Silenciosamente
Pra você não perceber
Mas eu percebo.
E quando O Amigô também se for
E aquele senhora que dança sozinha o forró inteiro
Aquele cachaceiro da esquina
O vizinho
Os amigos
Os familiares

Já reparou os pequenos detalhes da vida?

É por isso que as vezes me sinto mais incompleto do que nunca…

A vida é uma novela
E os personagens vão saindo fora de cena
Aos poucos.

Hermenegildo
Enviado por Hermenegildo em 14/07/2020


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras