Hermenegildo Neto

E agora José?

Textos

Nada é tão repentino quando se é tão intenso
Eu decidi olhar nos olhos dele
Eu decidi sorrir pra ele
Enquanto sorria pra mim
Eu decidi apreciar

Eu decidi gostar do cheiro dele
Eu decidi acariciá-lo
Eu decidi ficar até o fim
Do tempo que eu tinha limitado

Embora me permitisse tanto
Era inútil
A não ser enganar a mim mesmo
Porque antes mesmo de eu pensar em permitir

Nos olhos, eu já tivera olhado
O sorriso já tivera dado
Já tivera gostado
O cheiro dele já fora fragrância
Eu já o tivera mapeado com o toque
E o tempo já houvera passado
E eu nem percebi o quão intenso
Tivera-mo-nos amado.
Hermenegildo
Enviado por Hermenegildo em 17/05/2020


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras