Hermenegildo Neto

E agora José?

Textos

Partida
As pessoas que eu amo
Partem…
E eu fico de coração partido
Não consinto com a morte
Essa cruel e inflexível.

As pessoas que eu amo
Partem…
E eu fico amando-as e ressuscitando-as nas lembranças
Não consinto com a dor
Essa cruel e inflexível.

As pessoas que eu amo
Partem…
E eu não consigo
Nem mesmo dizer Adeus
E isso é cruel, duro  e imprevisível .










Hoje eu tive mais uma perda, perdi um grande amigo. O tempo vai passando, os laços se estreitando, e as pessoas partindo, e a cada partida te permite reviver a última. Mas como dizem, que aquele que habita o coração de poeta, viverá eternamente. E queria dedicar esse poema ao meu grande amigo Alan Rodrigues. Adeus...

Hermenegildo
Enviado por Hermenegildo em 02/05/2020
Alterado em 02/05/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras