Hermenegildo Neto

E agora José?

Textos

Paraíso
E se eu partir amanhã
Foi porque não me amaste.
Levarei esse amor somente meu.

Esquecerei das noites em claro
Em que desfiz teus cachos.
Esses somente meus.

Vai também os melhores momentos de minha fértil imaginação
Quando tu, nos momentos difíceis apertava minha mão. E era
Somente meu.

Apesar, não te julgo
Nunca lhe confessei receando a resposta. Esse amor foi somente
Meu.

Nos abraços apertado, que nunca foram dados
Senti o calor da sua melanina escura. E você era
...

-Óh amor! Cavastes minha sepultura?
Morri de amor...

Estou no Paraíso e você existe
E não resiste
[...] Até insiste.

Minhas manhãs aqui
Tomo café na sua companhia
E fazemos planos.

Deixei de ser poeta
Pra viver o amor
Mas você me leva em suas poesias.

Vamos à praia todos os dias
Ver o pôr do sol
Na esperança de um novo dia.

Aqui é onde sempre quis estar
Mesmo que pudesse
Não voltaria.

Óh amor! Que me destes tanta alegria!
Morri de amor...
Hermenegildo
Enviado por Hermenegildo em 16/04/2020


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras